Como emitir nota fiscal eletrônica corretamente? Confira 3 dicas!

Saber como emitir nota fiscal eletrônica faz parte da rotina dos empreendedores. Afinal, garantir que esteja tudo certo com as obrigações tributárias da sua empresa é essencial para manter a sua equipe concentrada em fazer o negócio prosperar.

A nota fiscal registra as vendas e a contribuição de impostos, importante para as análises da Receita Federal e para a comprovação da compra de produtos, podendo estar ligada,também, a cancelamentos e doações.

Quer saber como emitir esse importante documento? Explicaremos isso ao longo do artigo. Vamos lá?

Quais são os tipos de nota fiscal eletrônica?

A primeira coisa a se considerar para emitir a nota fiscal eletrônica corretamente é qual o tipo correto para sua atuação. Por isso, aprenda — a seguir — quais são os dois tipos existentes e suas devidas finalidades.

NF-e

A NF-e é a nota fiscal usada para produtos físicos que sofrem o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), registrando movimentações financeiras ligadas às vendas e reduzindo a burocracia das notas fiscais impressas.

NFC-e

A NFC-e é a nota fiscal que é emitida para o consumidor final, geralmente em estabelecimentos varejistas. A ideia é agilizar os processos que eram registrados no cupom fiscal e garantir os direitos do cliente.

Como emitir nota fiscal eletrônica?

Emitir a nota fiscal eletrônica não é um bicho de sete cabeças. No entanto, é preciso prestar atenção a alguns detalhes para garantir que tudo esteja sendo feito da maneira certa. A seguir, listamos algumas dicas de como você pode fazer isso.

1. Tenha um certificado digital

O certificado digital é uma forma de assegurar a veracidade das informações na hora de emitir a nota fiscal. E o que isso significa? Na prática, que o certificado serve como uma confirmação para evitar possíveis fraudes e adulterações no documento.

2. Fique atento ao XML

O XML é o formato digital em que a nota fiscal é emitida. Ela é definida nesse formato por lei, sendo convertida na extensão PDF por meio de um software específico. É preciso manter os arquivos de nota fiscal salvos por, pelo menos, cinco anos.

3. Declare os seus ganhos à Receita Federal

Nessa etapa, pode ser importante ter um contador para interpretar a legislação relacionada ao seu mercado, pondo na ponta do lápis todos os valores envolvidos. Outro fator importante é o planejamento tributário: ao se manter preparado para os gastos, você não é pego desprevenido com alterações fiscais.

Saber como emitir nota fiscal eletrônica é importantíssimo para que o trabalho na sua empresa tenha credibilidade. E não é só isso: o registro e a documentação são uma mão na roda para a gestão financeira e administrativa.

Lembre-se de que a não emissão de nota fiscal é crime e pode acarretar em uma série de punições e consequências negativas à sua empresa. Procure consultar a legislação específica para ficar mais a par do assunto.

E aí? Não sabe por onde começar na hora de emitir suas notas fiscais? Então entre em contato com a gente e conheça as nossas soluções.
E fique a vontade para baixar o emissor!

Emissores

Ferramentas gratuitas

Soluções

Av. Pedro Taques, 294, Zona 7, Maringá – PR, 87030-008
CNPJ: 23.903.417/0001-60
2016 • 2024  |  Mapa do site