Criptomoedas – O que são e como investir

O mercado de criptomoedas está em uma crescente jamais vista antes, todo esse desenrolar está chamando a atenção de vários públicos que ficam interessados por esse novo mundo.

Desde os mais novos até os mais antigos quando se fala nesse assunto é um motivo de grande interesse, ainda mais levando em consideração que pode ser uma forma de ganhar dinheiro rápido.

Tudo isso gira em torno das famosas criptomoedas, mas você conhece e sabe como fazer os investimentos corretos? É importante estudar muito bem esse meio para que não tenha nenhum prejuízo mais a frente. 

Pensando nisso, juntei algumas informações que serão de grande ajuda para você entender mais desse mercado e até começar a fazer seus primeiros investimentos.

O que são criptomoedas?

Investimento, dinheiro virtual, reserva de valor, todos esses termos já foram mencionados para explicar o que são criptomoedas, desde que o famoso Bitcon surgiu em 2008 esse mercado vem crescendo de maneira gigantesca.

As criptomoedas são moedas virtuais que o próprio nome já diz, elas estão presentes na internet que é diferente do modelo que temos hoje em circulação em nosso mercado.

Elas também podem ser definidas como uma espécie de dinheiro virtual descentralizado, que não existe um órgão ou governo responsável por intermediar, controlar e autorizar as emissões e transações dessa moeda.

É possível fazer esses investimentos em criptos sozinho, porém como todo outro tipo de investimento é preciso que tenha pelo menos o mínimo de conhecimento para que a transação ocorra bem sem nenhum tipo de prejuízo.

O mercado de cripto é considerado muito volátil e de alto risco, isso significa que a todo momento o preço pode aumentar muito e também diminuir muito, e com isso o lucro de quem faz esse investimento pode variar, de muitos ganhos para muitas perdas.

A tecnologia que está por trás de todo o mecanismo e funcionamento das criptos é o blockchain. Para facilitar o seu entendimento pense nessa tecnologia como se fosse um livro onde são registradas todas as informações sobre as criptos, quem comprou, quem vendeu e a quantidade.

As criptos são pedaços de códigos que são gerados de maneira online e que carregam informações importantes que são conectadas a blocos de dados, por isso o nome Block = Bloco, chain = corrente.

Principais moedas valorizadas

Quando se fala em moedas digitais o bitcoin é o mais fomoso em disparada, mas claro que existem outras que são bem grandes e famosas.

Mas segundo a CoinMarketCap essa são as que mais se valorizaram em 2021:

Gala;

The Sandbox;

Axie Infinity;

Polygon;

Terra;

Fantom.

Como investir nas famosas criptomoedas?

Como dito anteriormente esse é um mercado que vem crescendo muito ultimamente e está sendo notado e incorporado inclusive pelo nosso mercado financeiro tradicional.

Por exemplo os ETFs (Exchange Traded Funds) de criptomoedas, que são fundos de índice negociados na Bolsa de Valores e que acompanham os preços das moedas digitais. 

Existem hoje no mercado atual, alguns índices que estão atrelado a cotação da moeda digital e eles são utilizados como referência para as ETFs. Alguns dos mais importantes:

-Índice de bitcoin dos contratos futuros da Chicago Mercantile Exchange (CME);

-Nasdaq Crypto Index (NCI);

-Índice S&P Bitcoin Index;

-S&P Ethereum Index;

-S&P Crypto Mega Cap Index.

E aqui funciona como um mercado normal, se a moeda se valoriza os ETFs também vão valer mais, caso caia acontece a mesma coisa com os ETFs.

Existem também investimentos que são dedicados somente a criptomoedas, e aqui é para quem quer diversificar um pouco a sua carteira de investimentos com criptos e aproveitar a valorização.

Investir em cripto diretamente é possível? 

Acima eu comentei em fazer esse investimento diretamente em fundos dedicados a investimentos, mas existem outras formas de fazer essa negociação, como por exemplo as exchanges e a peer-to-peer.

Peer-to-peer

Aqui é feito a negociação de pessoa para pessoa, acontece quando um comprador entra em contato com um vendedor e cota o valor e a quantidade de moedas digitais que ele tem interesse em comprar.

Caso o vendedor aceite o acordo e o preço, ai é feito o pagamento pela parte do comprador, mas tudo isso precisa ser previamente conversado por ambas as partes para não ter nenhum tipo de problemas futuros.

Assim que o vendedor confirma que o dinheiro caiu na conta, ele faz a transferência das moedas para a conta do comprador e a negociação chega ao fim, mas acontece também do comprador receber primeiro as moedas para depois realizar o pagamento, como dito acima é tudo questão de acordo.

Entre as vantagens que se tem em fazer esse tipo de negociação com outra pessoa está a agilidade no processo e a ausência de taxa.

Mas por conta do medo muitos negociadores acabam não fazendo esse tipo de negociação. as chances de golpes são muito maiores do que se o processo fosse feito em uma plataforma com segurança.

Exchanges

Exchanges são corretoras que também fazem esse processo de intermediar a negociação, ela também faz a conexão com investidores e o mundo das criptomoedas.

Aqui para ser feito a negociação é bem simples, o usuário encontra uma exchange ou corretora do seu agrado e faz o cadastro inicial, as plataformas vão pedir alguns documentos e fotos para comprovar que o investidor é real e depois liberar o acesso a compra.

Todo processo é feito online e com muito mais segurança, assim que o cadastro é aprovado é preciso fazer a transferência do dinheiro real para a corretora para que de fato a compra seja concluída.

Para ser feito esse processo é bem simples, basta utilizar métodos tradicionais como PIX, TED ou DOC para as corretoras.

Assim que o dinheiro cai na conta você escolhe a moeda que quer comprar e realizar o pagamento. É importante ressaltar que para fazer essa transação a própria plataforma cobra uma taxa pelo processo. 

Dicas para escolher bem uma moeda digital

Como dito no começo, as criptomoedas são investimentos de alto risco e para isso é preciso tomar cuidado dobrado na hora de fazer qualquer tipo de compra.

Você pode verificar se a moeda virtual está listada nas maiores exchanges e também conferir os fundos da moeda e quem já investiu nela.

Outra dica importante é ler um documento chamado whitepaper que conta qual é o propósito da moeda e qual suas especificações técnicas. Tudo isso você encontra no próprio site oficial da moeda escolhida.

Assim como o investimento na Bolsa, as aplicações em criptomoedas exigem muita pesquisa. Reserve um tempo para conhecer todos os detalhes, entender os termos e o que está por trás das moedas que te chamaram a atenção. Vale, inclusive, começar pelas mais conhecidas, como o bitcoin e o ethereum. 

O indicado é começar com pequenas quantias para entender melhor como o mercado funciona e se comporta, lembre-se que retornos passados não garantem rentabilidade futura.

Antes de começar a investir em criptos monte uma reserva de emergência para ficar tranquilo em qualquer imprevisto que aconteça.

Investir em criptomoedas é uma tarefa que exige tempo de estudo, mas para emissão de notas fiscais você pode contar com quem entende do assunto, clique no link abaixo e baixe agora mesmo o melhor emissor de notas fiscais gratuito, o FreeNFe!

Acessar FreeNFe

Emissores

Ferramentas gratuitas

Soluções

Av. Pedro Taques, 294, Zona 7, Maringá – PR, 87030-008
CNPJ: 23.903.417/0001-60
2016 • 2024  |  Mapa do site