Entenda mais sobre as mudanças na NFC-e

As notas fiscais eletrônicas vêm recebendo sucessivas atualizações ao longo do tempo. A NF-e já teve a sua vez, migrando para a versão 4.0. A NFC-e também, com uma atualização que provocou algumas mudanças.

Neste post, você vai entender quais foram essas mudanças, além de saber mais sobre as novas implicações, o que cada atualização representa e como tudo isso afeta a sua empresa. Continue a leitura e confira!

Por que a NFC-e é importante?

A NFC-e é um documento razoavelmente recente — criado em 2016 para substituir o cupom fiscal — e é uma forma de reduzir a burocracia e ajudar a garantir os direitos do cliente e da empresa. Por isso, o documento é emitido para o consumidor final.

Quais foram as mudanças na NFC-e?

A atualização da NFC-e provocou diversas mudanças. A seguir, listamos algumas das mais importantes.

1. Prazo de cancelamento

Uma das mudanças mais importantes é a redução do prazo de cancelamento da NFC-e, de 24 horas para apenas 30 minutos. Desse modo, os cancelamentos se tornam muito mais ágeis do que antes.

2. Protocolo TLS 1.2 ou superior

A versão 4.0 da NFC-e deixa o SSL de canto para trazer o protocolo TLS 1.2 ou um superior. A ideia é tornar o processo menos vulnerável e instável. Lembre-se que Windows XP e Vista não lidam com essa tecnologia.

3. Padrões de URL

Outra mudança relevante é a adoção de dois padrões de URL para acessar a nota no QR Code. Um serve para as notas que foram emitidas online, e outro para as emitidas offline.

4. Campos de informação

Os campos de inserção de informações também passaram por algumas mudanças. O campo de FCP identifica a porcentagem de ICMS, o campo de forma de pagamento passa a pertencer ao grupo de informações de pagamento, e um campo de rastreabilidade de produto foi criado.

O que as mudanças representam?

A mudança mais drástica foi a do prazo de cancelamento. Ou seja, o tempo limite para reverter a emissão agora é menor. É importante considerar que essa mudança é válida para o país inteiro, contando desde o dia 1 de outubro de 2018.

Quando a NFC-e deve ser cancelada?

Os motivos para se cancelar uma nota fiscal são diversos. A seguir, listamos alguns dos mais comuns:

  • valores errados;
  • erro de digitação;
  • erro nos cálculos;
  • falha no sistema;
  • falta de mercadoria;
  • arrependimento ou engano na compra.

Lembre-se de que o cancelamento só deve ser feito se o produto ainda estiver no estabelecimento. Caso passe o prazo de validade, a empresa paga uma multa — geralmente, uma porcentagem do valor do produto vendido.

É necessário aprender sobre as mudanças na NFC-e para garantir que você não cometa nenhum erro e acabe tendo problemas com a legislação. Afinal, boa parte dessas mudanças têm como objetivo trazer mais estabilidade e garantir os direitos do consumidor e da empresa.

Procure verificar se o sistema da sua empresa está preparado para lidar com as atualizações e a redução do prazo de cancelamento.

E falando nisso, você quer emitir suas NFCe com total segurança e agilidade?
Adquira a versão completa do FreeNFe é só instalar, assinar e usar!
Logo abaixo vamos deixar o botão para você fazer a assinatura anual
e começar a usar hoje mesmo em sua empresa.

 

Emissores

Ferramentas gratuitas

Soluções

Av. Pedro Taques, 294, Zona 7, Maringá – PR, 87030-008
CNPJ: 23.903.417/0001-60
2016 • 2024  |  Mapa do site