Setembro amarelo: Você não está sozinho, converse. Prevenção ao suicídio FreeNFe

O setembro amarelo é muito importante para as pessoas de sua empresa também
e vamos explicar o porque!

No mundo empresarial, sabemos que as empresas são formadas por pessoas, e essas pessoas tem sentimentos, dos quais condiz muito com o setembro amarelo. Por ser um assunto que sempre existiu e faz parte do nosso dia a dia, por que não trazer a tona e se posicionar com o intuito de: Eu estou aqui por você!

Esse é o mês para você como empreendedor apoiar essa causa e lutar com objetivo de visar o bem estar interempresarial dos colaboradores e de seus próprios clientes. 

Pois o setembro amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicido. Por ano no mundo mais de 1 milhão de pessoas tiram a própria vida, por ano no Brasil 12 mil pessoas tiram a própria vida, por dia no Brasil 32 pessoas tiram a própria vida, 17%  dos brasileiros já pensou em tirar a própria vida, desses 4% já chegaram a elaborar um plano sobre isso.

Embora muitas pessoas não saibam, isso é considerado um problema de saúde pública e não uma fragilidade de caráter ou personalidade. Todo ano não só no caso do setembro amarelo a empresa pode promover ações com finalidade de promover a importância da saúde mental como uma forma de prevenir o suicídio.

Convidar os gerentes e líderes a acompanhar o comportamento e desempenho de seus colaboradores mesmo em home office e ficar atento aos comportamentos que fogem e são preocupantes.  Se reconhecer uma pessoa com uma maior necessidade de apoio o ideal é ter uma conversa separadamente, se realmente tiver necessidade, procurar ajuda de um profissional especializado e preparado para lidar com a situação e cuidar do bem estar. 

Mas lembre, você é valioso, seu próximo é valioso, tenha empatia, toda vida importa! 

Levando em consideração esses fatos e reconhecendo a importância do seu bem estar e do seu próximo… Emocional no meio empresarial:

A OMS (Organização Mundial de Saúde) visa a saúde mental do trabalho como “um estado de bem-estar no qual um indivíduo percebe suas próprias habilidades e pode lidar com os estresses cotidianos, trabalhar produtivamente sendo capaz de contribuir para sua comunidade”.

Em outras palavras: É o equilíbrio do estado psicológico, cognitivo e emocional. Desta forma, a pessoa poderá ter a capacidade de administrar diversas situações, sejam elas positivas ou negativas, com controle emocional e comportamental sem prejudicar a si e aos outros.

 Igualmente a saúde física, a saúde mental é parte essencial para a integridade do ser humano. Mas grande parte dos profissionais sofre de problemas psicológicos que comprometem a qualidade das atividades e o relacionamento entre as equipes de trabalho.

 Assim como trabalhar é bom e faz bem, mas com o ritmo cada vez mais acelerado nas empresas, a saúde do colaborador corre riscos. Cobrança por resultados, medo de demissão, clima organizacional ruim, são algumas das razões que levam os profissionais a se sentirem cansados, preocupados, nervosos e sem energia, afetando diretamente sua saúde mental no trabalho.

Clima empresarial

O bem-estar no ambiente de trabalho se torna fundamental em uma sociedade em que as pessoas passam mais tempo nas empresas do que em suas próprias casas. Um ambiente organizacional saudável é aquele no qual existe uma identificação do colaborador com a cultura da empresa e onde há uma relação de companheirismo e confiança entre os colegas de equipe.

Muitas empresas adotam programas de saúde voltados à parte física do colaborador, como ginástica laboral, massagens anti estresse, dentre outras atividades. Porém, um programa de atendimento psicológico dentro ou fora da organização também é uma forma de preservar a saúde mental da sua equipe. Como palestras motivacionais e atividades voltadas à melhoria do clima organizacional, dinâmicas de grupo, confraternizações, também podem ajudar.

 A má organização do trabalho, a submissão a chefias autoritárias, a falta de comunicação entre as pessoas, o aumento no ritmo de trabalho e a exigência crescente de produtividade também são fatores que podem afetar a saúde dos trabalhadores.

O assédio moral quando um superior ou um colega de trabalho submete o trabalhador a constrangimentos e humilhações de forma repetida e prolongada, pressão por resultados no trabalho, a relação com a vida pessoal e social, os problemas comuns da sociedade, as redes sociais, frustrações, tudo no mundo de hoje têm dado um espaço estrondoso para o desenvolvimento de doenças mentais sérias.

A união de todos esses fatores acaba criando um ciclo vicioso que levam as pessoas a perderem seu potencial aos poucos, provocando a improdutividade e impactando de forma negativa as outras pessoas que estão ao redor.

Alguns sintomas

 Os empregados devem ser orientados a reconhecer sinais de estar com a saúde mental abalada , como a tristeza excessiva, a falta de esperança, ansiedade, estresse, dificuldade de concentração, sensação de angústia, a perda de interesse em atividades que antes traziam prazer e as modificações de apetite e hábitos de sono.

Também é recomendado que o colaborador busque ajuda quando necessário e apoie quem esteja precisando de ajuda, converse com seu empregador sobre suas necessidades emocionais e pratique o autocuidado e a capacidade de se adaptar a novas situações.

 A importância de cultivar a saúde mental no trabalho está em interromper esse ciclo vicioso, não permitindo que a atividade profissional e as tarefas executadas nela se tornem mais um elemento de uma condição fragilizada.

Atualmente, as empresas já têm uma noção mais clara do quanto o ambiente organizacional reflete na saúde mental do trabalhador, a relação direta que esse fator tem com os resultados e a reputação da marca no mercado.

Aos poucos começam a pensar em maneiras de como oferecer as condições necessárias para que a saúde mental no trabalho se dê através da harmonia entre setores, metas palpáveis e muita sinergia entre todos os membros da empresa.

Exemplos das estratégias que hoje ganham espaço são as atividades integradas como pausas para o lanche, eventos comemorativos da empresa, prática de exercícios físicos em grupo, entre outras.

Um bom programa serve para orientar os colaboradores e ajudá-los a enfrentar a grande pressão do trabalho, desassociando as relações pessoais, uma equipe insatisfeita, que conserva uma carga negativa por muito tempo, tende a apresentar um comportamento dispersivo e desengajado.

Um funcionário feliz e saudável mentalmente é mais propenso a prosperar na vida pessoal e no trabalho, desempenhando suas funções com qualidade e ótima relação com a equipe. Assim para a empresa que procura atingir seus objetivos é importante se preocupar com a saúde mental dos trabalhadores e proporcionar um ambiente interativo e livre de julgamentos para que cada um se posicione da melhor maneira possível. 

Setembro amarelo não pode ser ignorado, se precisar de ajuda, procure um superior para te ajudar da melhor maneira possível!

Conheça a Treeunfe

Emissores

Ferramentas gratuitas

Soluções

Av. Pedro Taques, 294, Zona 7, Maringá – PR, 87030-008
CNPJ: 23.903.417/0001-60
2016 • 2024  |  Mapa do site