Financeiro para MEI – Descomplique sua gestão com estas sugestões práticas

Para você que pensa ou tem como objetivo abrir sua empresa como Microempreendedor Individual (MEI), ou até mesmo está buscando otimizar os processos financeiros de sua empresa, fique atento e acompanhe conosco, falaremos um pouco mais a fundo sobre gestão e financeiro para MEI!

No primeiro momento pode surgir a dúvida, mas qual a importância disso?

Reforçando, que no fim das contas a categoria MEI se torna uma opção mais simplificada para o empreendedor. Devido a este fato, muita das vezes não se torna necessário a proximidade de um contador na empresa, já que praticamente como um todo, é gerenciada pelo próprio empreendedor.

Capital de Giro

No intuito de facilitar seu aprofundamento, agora entraremos em alguns tópicos importantes. Começando pelo Capital de Giro.


O capital de giro, simplificando, pode ser descrito como uma reserva financeira da empresa. Além de sua função principal que é manter um negócio em operação, também é constantemente usado para a aquisição de matéria-prima, ferramentas, mercadorias, financiamentos e pagamento de despesas. É interessante se precaver de que nem sempre seu cliente irá pagar na data que foi combinada, também não é possível garantir que o valor dos produtos e outros materiais se manterão os mesmos. Sendo assim, manter uma quantia considerável de capital de giro é o primeiro passo para se ter um forte e saudável financeiro para MEI.

Investimentos

Passando por um dos mais importantes tópicos apresentados, falaremos sobre Investimento. Aliás, essa base é o que tem o poder de levantar uma empresa do zero. Por isso, é fundamental que você faça uma revisão em tudo que será necessário para o bom funcionamento do negócio. Revise materiais, mercadorias, ferramentas, softwares, espaço físico, eletrônicos, etc. Dessa forma você saberá se é possível arcar custos com um financiamento próprio ou se precisará buscar crédito de outras formas.

Custos

Seguindo com nossa sequência, agora falaremos um pouco sobre custos, que nada mais é do que todos os recursos que você investe para a produção de um determinado produto ou para prestar algum tipo de serviço em específico. Este valor sempre é referente à quantidade de trabalho que será feito. Sendo assim, verifique bem antes de aplicar algum investimento em determinado setor, tenha em mente que o resultado de seu custo/trabalho precisa lhe dar um retorno simbólico, trazendo um melhor controle financeiro para seu MEI.

Despesas

Chegando nas Despesas, que também possuem sua grande influência para o funcionamento de uma empresa, entretanto, não possuem uma ligação direta com custos de produtividade. Podemos dividir o termo “Despesas” em dois tópicos, o primeiro que podemos classificar são as despesas fixas (que se mantêm independente da quantidade de trabalho), são essas manutenções, equipamentos, internet, etc.

E também existem as despesas variáveis (que oscilam conforme a demanda de trabalho), essas podemos classificar como: horas extras, comissão, água, luz e telefone.

Faturamento

É com base neste valor final que o governo calcula a quantidade de impostos a serem cobrados, juntamente com a definição para ser enquadrado como MEI (Atualmente em 2022 com o faturamento de R$ 81 mil reais no ano, ou R$ 6.750 mil por mês). Dessa forma, é importante dar prioridade em acompanhar de perto este valor e não correr riscos de mudar o regime tributário de sua empresa ou até mesmo não ter recursos suficientes para manter seu negócio de pé.

Uma informação importante e que também serve como lembrete, é que “faturamento” não é o mesmo que lucro. Faturamento nada mais é do que tudo que a empresa ganha com sua produtividade, ou seja, este valor será descontado ao tardar com despesas e custos, sendo o “lucro” o valor líquido que sobrar desta ação.

Contas a Pagar e Receber

A princípio, por mais simples que aparente, uma das formas mais eficientes de gerenciamento para se começar um negócio é o monitoramento de todas as compras e vendas que são realizadas por sua empresa. Isso ajudará a criar uma base e identificar quais contas são prioridade e o quanto elas influenciam no financeiro de seu MEI.

Contas a Receber: Todo o valor que ainda há de ser recebido, seja através de vendas ou contratos, tudo aquilo que acrescentará seu faturamento no fim do mês.

Contas a Pagar: Despesas e custos, muita das vezes colaborações mensais para manter sua empresa em constante funcionamento.

Fluxo de Caixa

Chegando neste tópico agora falaremos um pouco sobre o fluxo de caixa, que para alguns, o nome pode já soar autoexplicativo. Mas de uma maneira simples e direta o fluxo de caixa pode ser descrito de algumas maneiras, desde um relatório mensal ou anual com todos os registros de saída e entrada de capital na empresa.

Mas na maioria das vezes, este é administrado através de um sistema de gestão, e é utilizado para identificar todos os recebimentos de vendas, prestações de serviços, pagamentos de despesa, etc.

É através do fluxo de caixa que podemos definir a saúde financeira de uma empresa, ou melhor, a saúde do financeiro para seu MEI.

Esta visão ampla de gerenciamento nos proporciona melhor controle, além de acompanhar se a empresa está em constante crescimento ou decrescimento.

Varredura Bancária

Uma atividade adicional mas que não deixa de ser importante é a conciliação bancária. De forma breve e resumida é a comparação das entradas e saídas, saldo da conta da empresa e expectativa de aproximação ou conformidade de acordo com os relatórios gerados. Isso servirá de grande ajuda para acompanhar o controle interno e certificar de que estará de acordo com o extrato bancário. Além do acompanhamento, isso ajuda para evitar problemas futuros e saber de antemão se existe algum erro ou saída indevida. Esta verificação junto ao banco pode ser feita uma vez por semana, mês, semestre ou ano.

Como posso melhorar meu controle Financeiro?

Depois de tantas explicações e definições de conceitos, está na hora de colocarmos em prática, não é mesmo?

Partindo para a atividade começaremos falando um pouco sobre esquadrinhar o gerenciamento. Então surge a pergunta, o’que exatamente seria isso?

Esquadrinhar ou “Misturar” o gerenciamento de uma empresa é quando o gestor responsável não realiza a divisão financeira do MEI, misturando consequentemente com seu financeiro pessoal. Podemos se dizer que este é um dos principais erros que empreendedores podem cometer no início de sua carreira, no fim das contas é uma ação que dificulta o controle para ambos os lados.

Então aqui podemos registrar nossa primeira dica, para que de antemão você possa criar uma conta jurídica especialmente para trabalhar e gerenciar o financeiro de sua empresa. Além de ajudar na separação, uma conta jurídica pode oferecer diversos benefícios para os empreendedores.

E no fim das contas nunca é tarde para aprender, não é mesmo?

Sendo assim, todo conhecimento é bem vindo, se mantenha atualizado sobre gestão financeira. Livros, artigos, textos, palestras e cursos podem atuar como grande ajuda neste início de carreira. Quanto maior for o conhecimento, aprendizado e experiência, maior será sua taxa de sucesso nesta caminhada!

Gestão

Além de todas essas dicas e conselhos de ouro, de nada serve toda preparação se não houver um bom sistema fiscal e de controle interno para saída e entrada de seus produtos, concorda?

Nada que não levantamos, que não venha acompanhado de uma solução!

De fato é previsto que no início e abertura de sua empresa, alguns gastos podem afetar na abertura e estruturamento do seu negócio, sendo assim, de que ajuda seria se houvesse um bom sistema para ajudar na gestão, seguro e rápido… Ah! E totalmente gratuito?

A Treeunfe Tecnologia chega acompanhada com uma super proposta, para você, empreendedor que pensa em iniciar o seu negócio e precisa acompanhar o fluxo de acordo com o fisco. Afinal, a nota fiscal eletrônica além de manter sua empresa dentro da legalidade, também gera confiabilidade da parte de seu cliente. Um sistema gratuito que não precisa de download ou procedimentos ultrapassados, basta criar sua conta, acessar e começar a emitir suas notas fiscais!

Chegando com uma nova cara, o FreeNFe Web, além de possuir seu funcionamento em nuvem, também apresenta um layout simplificado e intuitivo. Ajudando na familiarização com a ferramenta.

Não queremos que você realize seus processos às cegas. Sendo assim, preparamos para você a melhor equipe de suporte para ajudar em suas dúvidas, agentes treinados e capacitados no ramo fiscal que ajudarão tirando todas as dúvidas e acompanhando seus primeiros passos na ferramenta.

Está esperando o que? Clique no botão abaixo e faça parte do time FreeNFe Web!

Acesse Agora!

Emissores

Ferramentas gratuitas

Soluções

Av. Pedro Taques, 294, Zona 7, Maringá – PR, 87030-008
CNPJ: 23.903.417/0001-60
2016 • 2024  |  Mapa do site